CulturaDestaqueInternetMúsica

“Longe do Meu Samba”: Grupo Querosene lança disco produzido durante a pandemia

O Grupo de samba e pagode Querosene, acaba de lançar, em todas as plataformas digitais – via ONErpm, o disco “Longe do Meu Samba”. O disco conta com 10 faixas, sendo três delas inéditas: “Falta”, “Incêndio” e “Fórmula do Amor”.

Ouça “Longe do Meu Samba”

“Incêndio”, que é o destaque do disco, ainda ganha um clipe no canal do YouTube do grupo, que chega simultaneamente com o álbum, e, logo na sequência, é a vez de “Falta” estrear com seu conteúdo audiovisual. Já “Fórmula do Amor”, com participação do grupo Sambatuca, convida o ouvinte a cantar junto, através de um lyric vídeo especial no mesmo dia.

“Longe do Meu Samba”, conta com uma faixa homônima, gravada em 2020, foi escolhida para dar nome ao álbum, uma vez que o disco foi produzido durante a pandemia, que foi responsável por afastar os músicos dos shows e rodas que tanto amam. 

O álbum consolida uma primeira etapa importante do grupo desde que a gente se conheceu em 2015 até a pandemia, em que a gente estava longe do nosso samba. E por isso o álbum foi nomeado como ‘Longe do Meu Samba’, para batizar todo esse projeto.”, destaca Vinicius Cato, pandeirista e compositor.

Já Pietro Schiavinatto ressalta a experiência na produção do disco: “Acho que é um passo muito importante a gente estar lançando esse álbum, ainda mais do jeito que foi feito com produção e arranjos 100% nossos”. Os dois primeiros lançamentos, “Longe do Meu Samba” e “Tayná Thais” foram produzidos por Pietro, Luiz Henrique e Fabra. As faixas foram gravadas no estúdio Catarse, de Ignacio Salvatti e a engenharia de áudio ficou com Paulo Kuniyoshi. 

“Longe do meu samba é uma música que o Pietro escreveu em 2017, então esse álbum é uma foto de várias partes da nossa história e todas as músicas são composições dos artistas, algumas colaborando com ex-membros e compositores da nossa comunidade. Todos têm a cara impressa no álbum, o que torna ele muito rico e um marco na nossa carreira. Por ser o primeiro álbum torna mais especial ainda”, emendou Luiz Henrique, que além cantor e violonista do grupo, arranjou e produziu o do álbum. O produtor explorou as diferentes frentes musicais do grupo nas dez faixas: o samba de raiz, o balanço, o pagode dolente, sempre com texturas e sonoridades autênticas.

Vale ressaltar que o álbum é a celebração da amizade dos artistas, ex-integrantes e a sua comunidade:

“O álbum não é só reflexão dos integrantes tocando em shows e ensaios, mas sim de toda uma turma de amigos, comunidade, ex-integrantes e parceiros que compraram um sonho e acreditaram na batucada quando ela ainda era aquela coisa de cada uma toca o que quer, o que não sabe, o que inventa”, afirma Augusto Melcher.

O grupo teve, também, um grande cuidado selecionando músicos e uma equipe excelente na engenharia de áudio. Matheus Moska, que acompanha o grupo desde 2018, foi o diretor técnico do álbum, mixando e masterizando todas as faixas. 

“Todo o processo criativo foi de altíssima qualidade, tomamos uma nova proporção para o grupo, buscando ainda mais profissionalismo. Já tínhamos músicas gravadas, mas acho que levamos isso para outro nível. E as músicas tocam cada integrante de uma forma diferente e o mais interessante foi que decidimos fazer um conteúdo diferente audiovisual para cada canção, então vem coisa boa por aí. O álbum está bem completo, diverso. Temos samba raiz, pagode, sofrência, um pouco de tudo que o povo gosta”, completou Vinicius Rodrigues.

Cinco faixas têm participações de outros artistas: “Estrela Rara” conta com as Trigêmeas Caram, “Contradição” conta com o tradicional grupo de pagode Doce Encontro, “Paixão Dolente” traz a parceria de longa data com o grupo Samba do Sogro, “Majestosa Madrugada” com os amigos do grupo Sambacana e “Fórmula do Amor” encanta com a linda parceria do grupo Sambatuca.

“É essa sensação boa que a gente quer causar sempre. O resultado é um material fruto de muita amizade, risadas e bons momentos compartilhados.  É inegável que este seja o nosso lançamento mais importante até aqui, e vem circulado por muito amor, carinho, dedicação e, principalmente, respeito ao samba, ao pagode e a música brasileira”, finaliza Fabra.

A produção executiva do álbum é assinada pela RAMP//A. Os videoclipes e campanha de comunicação são assinados pela LIGAR. 

Sobre o Grupo Querosene: A vontade de viver o samba se tornou algo real para os amigos que se reuniam para fazer rodas de samba perto das respectivas faculdades, no final de 2015.

A amizade foi crescendo, a necessidade de viver o samba também. No início, eram apenas algumas festas particulares, aniversários de amigos. Isso tudo se transformou e o grupo passou a ganhar forma. Em pouco tempo já era uma realidade se apresentar nas principais festas universitárias e bares da Zona Oeste de São Paulo.

Irreverentes e descontraídos, apostam sempre no bom humor e na bagunça características de seus shows e rodas de samba. Acreditam nas verdadeiras emoções, na força de sua amizade e na energia compartilhada através do samba e da música brasileira.

Em seu primeiro projeto de estúdio, Clima Quente, o grupo contou com a presença de diversos colaboradores, como o produtor musical Marcelo Brandão, da tradicional escola de samba Vai Vai, e Bruno Murtinho, diretor do videoclipe gravado no Bar Brahma.  O single já ultrapassou 1M de plays no Spotify e segue crescendo, se tornando o cartão de visita do grupo.

Hoje, com diversos lançamentos de destaque e seu primeiro álbum de estúdio na pista, buscam transmitir verdadeiras emoções para a vida das pessoas através de um projeto cultural autêntico, compartilhando a energia e o brilho do samba e da música brasileira.

YouTube | Instagram | Facebook | Spotify

You may also like

More in:Cultura

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.