CulturaFamososMúsica

Scalene interrompe período de fôlego e calmaria com o novo single “FEBRIL”

Dificilmente alguém ficou imune aos sentimentos de raiva, angústia e luto nos últimos anos. Com os integrantes da banda Scalene não foi diferente e, juntos, eles reverberaram essas sensações em “FEBRIL”, primeira faixa do próximo disco a ser revelada pelo grupo formado por Gustavo Bertoni, Tomás Bertoni e Lucas Furtado. A novidade chega aos aplicativos de streaming no dia 17 de setembro (ouça aqui) pelo slap, selo da Som Livre, e acompanhada de um videoclipe que pode ser conferido no canal de YouTube da banda (assista aqui).

A melodia da nova canção foi criada por Gustavo Bertoni, instigado pela curiosidade de explorar as nuances entre metal, post hardcore e trip hop. Depois de assistir a uma apresentação da banda nova-iorquina Glassjaw na internet, ele tomou como referência a energia dos músicos no palco: “Fiquei ensandecido andando em círculos pelo apartamento, literalmente, animado por aquela parada, e a animação virou ansiedade, porque eu não tinha pra onde direcionar aquela energia”, relata o vocalista. Com sonoridade intensa e carregada de sintetizadores, “FEBRIL” chega como uma espécie de contraponto ao último EP lançado pelo Scalene em 2020, intitulado Fôlego. “A gente estava vindo de um disco calmo, mais suave, então fazia tempo que eu não compunha algo daquela forma”, lembra o músico. Depois da parte instrumental, a letra foi composta em conjunto pelos integrantes do grupo, que, por meio do trabalho coletivo, adicionou camadas de complexidade a partir da descrição de sensações de um corpo febril, que também pode ser o corpo de cada pessoa viva durante uma pandemia em pleno Governo Bolsonaro. 

“FEBRIL” reforça a polivalência da ansiedade, canalizando este potencial energético em direção à criação artística. Além de fazer parte da última leva de gravações feitas ainda com Philipe Nogueira, o Makako, na bateria, o single anuncia uma nova fase do Scalene.

Ouça “FEBRIL” nas plataformas digitais

Ficha Técnica – Single:

Produção: Diego Marx e Scalene
Pós-produção: Vivian Kuczynski
Mixagem: Ricardo Ponte
Masterização: Erwin Mass
Distribuição: slap/Som Livre
Voz: Gustavo Bertoni
Guitarras: Gustavo Bertoni e Tomás Bertoni
Baixo: Lucas Furtado (Lucão)
Bateria: Philipe Nogueira (Makako)
Rhodes: Gustavo Bertoni
Sintetizadores: Gustavo Bertoni e Vivian Kuczynski

Capa:

Head de Criação: Juliana Nogueira
Coordenação de Design e Produção: Victor Corrêa e Sara Machado
Design e Criação: Andre Rola, João Ferro, Lucas Pazos, Rodrigo Paz e Victoria Angel
Captação e Motion Graphics: João Sá e Kalki Avatara
Fotografia: André Rola, João Ferro e Victor Corrêa.

Ficha Técnica – Clipe:

Direção: Cinza (José Menezes & Lucas Justiniano)
Fotografia: Vitor Bossa
Produção: Bruno Alfano
Montagem: Filipe Franco
Figurino: Débora Fontoura

Elenco:

Samuel Kavalerski
Valeria Rossatti

Equipe de Câmera:

1º AC: André Alves
2º AC: 
Crespo
DIT: 
Zé Luiz
Gaffer: 
Carlinhos Cristais
Ass. Elétrica: 
Chris e Rafa
Maquinista: 
Rodriguinho
Ass. Maquinária: 
Rodolfo
Correção de Cor: 
Junior Xis
Motion: 
Akira Kikira

Motoristas:

Zé Miguel
Elias 

Agradecimentos:

Comércio de Sucatas Canta Galo
Leonil Jr.
Juliana Maggioli
Gregorio Graziosi
Brunna Macedo
Patricia Marins
Lourenço Almeida
Compañia
Digital 35 
Elitecam 
Electrica

You may also like

More in:Cultura

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *