CulturaDestaqueFamososTV

Renata Brás comenta o sucesso de “A Ciumenta” no programa A Praça é Nossa

“A Ciumenta” interpretada por Renata Brás no programa humorístico A Praça é Nossa, é uma das personagens  queridinhas do Brasil, na atualidade.

Quem não conhece e/ou se relacionou com alguém muito ciumento? Essa identificação espontânea do público gera esse carinho e aceitação tão grande, como explica Renata:

“Acho que essa identificação é o que faz as pessoas gostarem tanto da personagem. As pessoas ciumentas sempre vem falar comigo e os que se relacionam com os ciumentos de uma forma mais íntima também.”

A enorme repercussão positiva levou “A Ciumenta” da TV para o teatro, em um monólogo super divertido que ficou em cartaz durante o mês de julho no Teatro Itália, em São Paulo.

“Essa experiência de levar a personagem da televisão para o palco tem sido muito legal. Poder estar em cartaz vai me dando a chance de afinar o texto, aperfeiçoar o tempo das piadas, é uma experiência incrível”, comenta a atriz.

O “pai” da ciumenta é Carlos Alberto de Nóbrega, que criou a personagem e apoia Renata em todos os seus projetos, como ela mesma conta:

“Minha relação com o Carlos Alberto é a melhor possível, tenho total liberdade de falar o que eu acho para a personagem, posso falar sem medo todas as ideias que tenho. Ele sempre me dá forças e não é só no lado profissional, não, na minha vida pessoal também. Ele torce por mim, me dá conselhos, é recíproca toda essa relação, somos amigos mesmo e nos admiramos mutuamente”.

O público também tem vindo trazer esse apoio e feedback para a artista, seja através de mensagens em redes sociais ou  pessoalmente:

“Quando sou abordada nas ruas é muito louco, as pessoas já chegam falando os bordões do personagem: “Oh se sô”, “me fala me fala me fala”, “lindo bonito e gostoso”, etc É muito legal, muito gratificante.”

Para o futuro da atriz projetos novos vem a caminho, para “A Ciumenta” Renata diz:

“Espero levar “A Ciumenta” para muitos teatros em várias cidades de todo país. Muita gente tem me perguntado se “A Ciumenta” vai para o cinema e confesso que tenho muita vontade de levá-la para telona, ou criar uma série, algo nessa linha”

You may also like

More in:Cultura

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.