O perfil da Geração Alpha: as marcas estão prontas para se conectar com eles?

11 min. leitura

A ponta de lança da geração Alpha, ou seja, os menores de idade nascidos desde 2010, estão completando uma idade-chave este ano para mudar o algoritmo e o estilo de consumo de mídia social: 13 anos.

Globalmente, as crianças Alpha, que são a primeira geração 100% nativa digital, são a idade ideal para acessar o Facebook e o Instagram, as redes sociais da Meta. De acordo com dados da gigante da tecnologia, 13 anos é a idade mínima para abrir uma conta, embora isso possa variar de acordo com as leis de diferentes países.

De acordo com Mariana Carreón, Diretora de Planejamento Estratégico da another, agência de comunicação estratégica com a maior oferta da América Latina, a geração Alfa está passando por uma transformação que é extremamente importante para todos os mercados.

“Anteriormente, não tínhamos muitos dados sobre essa geração, mas a partir de 2023, estamos começando a ver uma tendência sobre seus comportamentos futuros em todos os setores”, disse Carreón.

O que é a Geração Alfa?

De acordo com estimativas do premiado demógrafo, pesquisador social e consultor corporativo australiano Mark McCrindle, mais de 2,5 milhões de Alpha’s nascem a cada semana em todo o mundo. Essas projeções significam que, até 2025, haverá mais de 2 bilhões de jovens que poderão mudar os algoritmos e as estratégias de campanha de marcas e empresas.

Ainda muito jovem, há poucos estudos sobre o comportamento do mercado Alpha, mas os que existem são convincentes. McCrindle, por exemplo, argumenta que esse grupo pode se tornar o maior perturbador do varejo. “Eles estão influenciando as decisões de compra de seus pais. Eles entendem de cultura pop, estão nos sites e sabem quais são as últimas tendências”, disse o pesquisador à revista NACS.

Quais são as características da Geração Alfa?

De acordo com a pesquisa da GWI, as características da Geração Alfa, pelo menos nos EUA, são muito familiares. Pelo menos 26% estão preocupados com o fato de não verem a família o suficiente e de que o vínculo familiar é fundamental para eles devido à passagem da pandemia da COVID-19.

Também em sua tenra idade, eles são fortes defensores do meio ambiente. A mudança climática é muito importante para essa geração, por isso muitos têm um ativismo pela sustentabilidade, em que esperam que o governo e as marcas liderem a luta contra a mudança climática.
Outro aspecto é que eles são altamente inclusivos. De acordo com os censos nos Estados Unidos, a Geração Alfa é a mais diversificada da história. Os dados revelam que 60% querem proteger as pessoas do bullying e que todos sejam tratados igualmente; de fato, 3 em cada 10 crianças de 12 a 15 anos acreditam que é importante ver todos os tipos de pessoas em programas de TV e filmes.

Diferentemente das crianças do mundo todo, as crianças dos Estados Unidos passam mais tempo on-line. Os pais indicam que seus filhos estão usando dispositivos com mais frequência do que no ano passado, o que está afetando as experiências pessoais. Os membros da Geração Alpha valorizam mais jogar videogames e navegar nas mídias sociais do que passar tempo com os amigos ou participar de clubes depois da escola.

Ir ao cinema continua sendo um passatempo clássico para os membros da Geração Alpha. Foi observado um aumento de 39% no número de jovens de 12 a 15 anos dos EUA que preferem assistir a filmes no cinema, um número maior do que a média global. Além disso, o interesse em conteúdo de áudio, como podcasts, aumentou em 10% desde o ano passado.

As marcas estão preparadas para a Alpha?

Mariana Carreón ressalta que os pequenos nasceram em 2010, na mesma época em que o famoso iPad da Apple foi lançado. “Em vários países, diz-se que quando um bebê nasce com boa saúde, ele nasce com ‘bolo debaixo do braço’, e acho que eles nasceram literalmente com um tablet touchscreen na mão”, disse ela.

Carreon ressalta que as marcas e empresas estão presentes nas telas desde os primeiros anos de vida, mas adverte que isso não é uma garantia para todos os setores.

Então, isso significa que elas estão há mais de 10 anos atrás de uma nova geração? “Acho que há várias perguntas que os profissionais de marketing precisam fazer a si mesmos antes de sentirem a pressão do Alfa, mas a resposta é: temos tempo”, disse Mariana.

A primeira conexão: um ‘match’ indispensável para as marcas

Entre os conselhos que a especialista oferece às empresas está o fato de que a primeira conexão com as crianças é um elo que ficará para sempre na memória. “Uma boa impressão com a geração Alfa se tornará um relacionamento que terá impacto até mesmo em suas próximas gerações, como exemplo, uma boa campanha que hoje causa nostalgia na geração X, se torna uma influência para seus filhos e filhas da Geração-Z, e esse mesmo caso pode significar uma oportunidade brilhante para as marcas”, disse ela.

Como conseguir esse ‘match’ com os Alphas? Mariana enfatiza a importância de trabalhar com agências com experiência em cultura, pesquisa e planejamento, onde um vínculo por meio da mídia social e dos influenciadores será fundamental para qualquer setor. A dinâmica rápida e transformadora das plataformas on-line e da mídia social, juntamente com a influência dos criadores de conteúdo e dos influenciadores, torna essencial o conhecimento profundo dessas ferramentas. Uma agência com experiência neste campo pode identificar os canais mais relevantes para se conectar com a Geração Alpha e adaptar estratégias de forma ágil para se manter alinhada com seus interesses e preferências em constante mudança.

“O papel de uma agência especializada não é apenas entender as particularidades dessa nova geração, mas também oferecer uma perspectiva atualizada sobre como incorporar seus valores, preocupações e formas de comunicação à estratégia geral da marca. A Geração Alpha traz consigo uma mentalidade única e novas expectativas, e é fundamental que as empresas estejam dispostas a ouvir e aprender com eles”, disse a Diretora de Planejamento Estratégico da another.

Carreon ressalta que esse grupo, em sua tenra idade, é digitalmente experiente, e vários já estão familiarizados com o metaverso, algo que as gerações anteriores, como a geração do milênio, estão apenas explorando.

“Além disso, a influência dessa geração é maior em países como os Estados Unidos. Por exemplo, o relatório intitulado ‘Understanding Generation Alpha’, indica que dois terços dos pais tomam decisões de compra de tecnologia, como televisores, smartphones e tablets, por causa dos hábitos e necessidades de seus filhos, algo muito natural entre eles porque foram superexpostos a telas e muita tecnologia desde muito jovens”, disse ela.

A especialista acrescenta que essa geração vive hiperconectada, onde a recomendação de um criador de conteúdo, seja ele um tiktoker, youtuber ou instagrammer, ou alguma tendência massiva, são cruciais para persuadi-los em suas decisões de solicitar determinadas compras a seus pais ou responsáveis.

A Geração Alpha está criando uma nova era na interação digital, e o mundo das marcas enfrenta um desafio empolgante e transformador. As marcas estão prontas para abraçar essa revolução e se conectar com essa geração única em seu domínio digital? “Com os especialistas certos, sim, elas estarão”, disse o especialista.

Sobre a another

Fundada em 2004 por Jaspar Eyears e Rodrigo Peñafiel, a another é uma agência independente que tem como objetivo revolucionar a comunicação estratégica por meio de campanhas poderosas e eficazes para posicionar várias marcas perante seus públicos. A another conta com serviços integrados de relações públicas, comunicação digital, influencer marketing, mídias sociais, branding, inbound marketing e marketing de conteúdo, criação e design, pesquisa e inteligência de mercado e experiências de marca. A agência atua em unidades de negócio especializadas, classificadas em: moda, beleza, estilo de vida, consumo massivo, tecnologia, luxo, cultura, entretenimento, saúde e bem-estar, turismo e corporativo. A another faz parte da Constellation Global Network e PRORP, e foi reconhecida com vários prêmios, como o SABRE Awards e o Latin American Excellence Awards. Possui escritórios no México (Casa another na Cidade do México), Argentina (Buenos Aires), Brasil (São Paulo), Chile (Santiago), Colômbia (Bogotá), Estados Unidos (Flórida), Panamá (Cidade do Panamá) e Peru (Lima), com atuação na Bolívia, Canadá, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, Porto Rico, República Dominicana, Paraguai, Uruguai e Europa.

Para mais informações, visite a página da another e siga suas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin.

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Avatar photo
Prosa & Verso