CinemaCulturaDestaqueGabriel FerreiraTelevisão e MaisTV

Hoje, na Sessão da Tarde!

Você que é leitor frequente desta coluna deve estar se perguntando porque falo da Sessão da Tarde e com a logo antiga ainda por cima? A resposta é simples, a sessão de filmes mais clássica da TV completa aniversário nesta semana e nada mais justo, que relembrar parte de seu legado com carinho e, principalmente, com nostalgia.

A mais antiga e tradicional sessão de filmes da Rede Globo, a Sessão da Tarde é exibida desde o dia 4 de março de 1974 e traz filmes de vários gêneros voltados para toda a família. Ao longo das quase cinco décadas, o horário de exibição já foi alterado algumas vezes, atualmente a sua exibição é logo após o Jornal Hoje.

Os primeiros anos:

Os filmes de Jerry Lewis eram figurinhas carimbadas em seus primeiros anos de exibição (Foto: Divulgação)

A estreia ocorreu às 15h. Conforme as grades de programação disponíveis nos jornais Folha de S. Paulo e Jornal do Brasil, a saber, cada praça apresentou um filme diferente. Os paulistanos assistiram a “Oito e Meio”, de Federico Fellini, com Marcello Mastroianni, ao passo que os cariocas puderam ver “Os Perigos de Paulina”, protagonizado por Pamela Austin.

Nos anos 1970 era frequente que a Sessão da Tarde apresentasse filmes dos anos 1950, por exemplo, inclusive brasileiros. Comédias de Oscarito como “Treze Cadeiras” deram as caras na faixa mais de uma vez na época. Musicais, dramas e romances norte-americanos faziam a glória dos cinéfilos, e isso em tempos nos quais haviam cinemas de rua dedicados a reprises de filmes. Um dos maiores clássicos do cinema, “E o Vento Levou”, de 1939, só foi exibido pela Globo em 1983, só para ilustrar. E com toda a pompa e circunstância, na Semana da Primavera, em horário nobre.

Na temporada de 1975, às terças-feiras duas séries ocupavam o horário de um filme na Sessão da Tarde, das 15h às 17h. Eram exibidos episódios de “Daktari” e, na sequência, de “Tarzan”. Nos outros dias da semana filmes iam ao ar normalmente.

Os clássicos dos anos 80 e 90:

Nos primeiros 15 anos, a faixa era mais focada em clássicos dos anos 50 e 60. Mas, de acordo com a revista Veja-SP, foi nos anos 1980 que a Sessão da Tarde atingiu sua melhor fase, exibindo filmes que se tornaram clássicos, como os sempre mencionados “A Lagoa Azul”, “Esqueceram de Mim”, “Ghost: Do Outro Lado da Vida”, “Karatê Kid: A Hora da Verdade”, e “Edward Mãos de Tesoura”.

Matilda (1996) também está na lista de clássicos da Sessão da Tarde (Foto: Divulgação)

Muitos até reclamam que alguns dos filmes citados acima foram exibidos inúmeras vezes pela sessão. Mas existe uma explicação para isso, segundo o blog Pipoqueira, com a explosão na venda de videocassetes no início da década de 90, o mercado de home video viveu seu auge nos anos seguintes e ajudou o espectador brasileiro a conhecer o grosso da produção de Hollywood, se apegar aos astros, e estrelas e fazer de produções como “Jumanji”, “Curtindo a vida adoidado” e “As Patricinhas de Beverly Hills” grandes sucessos de público. Por isso, cada exibição na TV, mesmo depois de inúmeras reprises, tem uma audiência satisfatória. Tanto que o filme com o maior número de exibições, é “Ghost – Do Outro Lado da Vida”, com 25 até o momento.

É muito comum assimilar a Sessão da Tarde às suas famosas chamadas que eram veiculadas durante os anos 90 e 2000, quando eram usadas frases com jargões como “uma galera da pesada apronta altas confusões”, “em clima de azaração”, “fazem coisas que até Deus duvida”. Tanto que, para muitos, a faixa de filmes ajudou na educação cinematográfica de várias gerações.

Não importa o tempo, ou a qualidade dos filmes que são transmitidos, uma coisa podemos ter certeza, mesmo com os boatos de extinção, a Sessão da Tarde sempre vai estar ali para representar todas as nossas vontades, através de clássicos que marcaram a nossa infância.

Gabriel Ferreira – Estudante de Jornalismo

You may also like

More in:Cinema

1 Comment

  1. Muito bom! Assisti muito a Sessão da Tarde, gostava muito dos filmes exibidos 👏🏻❤

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.