Francisco, el Hombre convida Dona Onete no single “Olha a Chuva”

4 min. leitura

O segundo disco da Francisco, el HombreRASGACABEZA (2019), é o mais inflamado da sua trajetória, tanto pela sonoridade quanto pelas menções que faz ao fogo. Em processo de lançamento do seu terceiro álbum de estúdio, previsto ainda para este ano, a banda apresenta um single que contrapõe o trabalho anterior, abrindo espaço para celebrar a chuva, como um banho fresco. Após “Nada Conterá a Primavera” (ouça aqui), o grupo revela a segunda canção dessa nova etapa, “Olha a Chuva” (ouça aqui), que chega aos aplicativos de streaming com a participação da cantora paraense Dona Onete.

“Olha a Chuva” nasceu em um dia que estava sendo extremamente improdutivo pra gente. Ficamos batendo cabeça para criar algo por horas no quintal em que estávamos reunidos e nada acontecia. Eis que choveu forte, do nada, e havia muita roupa no varal”, lembra Mateo Piracés-Ugarte, que forma a Francisco, el Hombre ao lado de LAZÚLI (voz), Sebastian (voz e bateria), Andrei Kozyreff (guitarra) e Helena Papini (baixo). “Corremos para tirar toda a roupa do varal e criamos a música neste momento, não demorou nem cinco minutos”, comenta.

O nome de Dona Onete para participar da faixa surgiu instantaneamente. “Pensamos nas chuvas amazônicas das 14h, em Belém, e também no show dela”, afirma Mateo. Já a artista paraense reivindica o temporal como patrimônio do seu estado, o que contribui ainda mais para o convite. “A chuva é quase nossa e a gente já pode dizer que ela é do Pará, ela é do Norte. Eu fiquei muito feliz de poder falar da nossa bendita chuva maravilhosa”, afirma a cantora, que gravou a canção – em meio a chuva – na Ilha do Mosqueiro (em Belém).

A construção sonora de “Olha a Chuva” tem um quê de melodias andinas, mesclando ritmos latinos, como o carimbó, a cumbia e a batucada. Para chegar nesse resultado, a Francisco, el Hombre buscou referências  que vão da banda chilena Chico Trujillo  a própria Dona Onete.  

Agora, a Francisco, el Hombre pode dizer que tem a faixa que faltava para eventuais chuvas em seus shows. “Ninguém vai fugir do lamaçal, ninguém vai fugir de se molhar, porque assim que cair a primeira gota de chuva, começará essa música e a festa se intensificará!”, finaliza Mateo.

Ouça “Olha a Chuva” aqui

Ficha Técnica:

Composição: Juliana Strassacapa, Sebastián Piracés Ugarte, Andrei Martinez Kozyreff e Mateo Piracés Ugarte.
Produção: francisco, el hombre e Mateo Piracés Ugarte
Edição: Max Matta e Mateo Piracés Ugarte
Gravado no Estúdio LAB Sound 
Técnico de Gravação: Max Matta
Sopros gravados no Estúdio Toca do Ouriço por Caíque Neri Chaves.
Voz de Dona Onete gravada por Leonardo Chermont e Dan Bordallo no Estúdio Floresta Sonora
Mix: Pedro Garcia
Master: Carlos Freitas (ClassicMaster)
Arranjos: Helena Papini, Juliana Strassacapa, Sebastián Piracés Ugarte, Andrei Martinez Kozyreff, Mateo Piracés Ugarte e Giovani Loner
Voz: Ionete da Silveira Gama, Juliana Strassacapa, Sebastián Piracés Ugarte e Mateo Piracés Ugarte
Baixo: Helena Papini
Percussão: Juliana Strassacapa e Maicon Faquim Araki
Guitarra: Andrei Martinez Kozyreff
Bateria: Sebastián Piracés Ugarte
Violão: Mateo Piracés Ugarte
ProTools: Max Matta 
Beats e efeitos: Mateo Piracés Ugarte
Trombone: Giovani Alves Loner
Trompete: Douglas William Rodrigues dos Santos
Saxofone: Mariana Marinelli de Oliveira 
Coros: Helena Papini, Juliana Strassacapa, Sebastián Piracés Ugarte, Andrei Martinez Kozyreff, Mateo Piracés Ugarte, Helen Fernandes de Sousa, Luê Nayá Jansen Soares, Felipe França Gonzalez, Sabrina Elisa de Souza, Beatriz Paiva de Lino

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Marcos Calmon
Psicologia
Avatar photo
Prosa & Verso