Flávio Augusto homenageia Carlos Gomes e os 200 anos da Independência do Brasil, quinta-feira, 13/10, no Museu da Justiça

4 min. leitura
Raquel Silva

Em homenagem aos 200 anos de Independência do Brasil, através do edital Retomada Cultural RJ2, com o apoio institucional do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, o conceituado pianista Flávio Augusto irá receber no Salão Nobre do Museu da Justiça, quinta-feira, 13 de outubro, às 18:30h, a mezzo-soprano Cíntia Graton e o tenor Geílson Santos. Com produção executiva de David Motta – profissional que vem se destacando em produções de diversos concertos e recitais – o espetáculo  “A Música de Carlos Gomes, uma homenagem aos 200 anos da independência do Brasil” vai apresentar obras diversas do nosso célebre compositor – um dos mais importantes na Ópera brasileira, e que teve os seus estudos patrocinados por Dom Pedro II.

Foto: Raquel Silva

Carlos Gomes foi estudar na Europa com apoio pessoal do então Imperador. Além de uma ajuda financeira, o Imperador – extremamente culto e bem relacionado com o meio cultural europeu – abriu caminho para o jovem músico também por meio de cartas de recomendação. A estreia brasileira de sua ópera mais conhecida “Il Guarany”, no mesmo ano da estreia europeia, foi um grande êxito para o império brasileiro, e sua ópera “Lo Schiavo” (O escravo) foi dedicada à princesa Isabel em 1887.

Flávio Augusto

Com mais de duas dezenas de prêmios nacionais e internacionais – em 1988, tornou-se o primeiro brasileiro a conquistar o 1º lugar do Concurso Internacional de Piano “Villa-Lobos”, no Rio de Janeiro – Flávio Augusto nasceu em Poços de Caldas (MG) e iniciou seus estudos de piano aos quatro anos de idade, tendo como professores os pianistas Homero de Magalhães, Gilberto Tinetti e Myrian Dauelsberg. Concluiu os cursos de Bacharelado em Piano e Licenciatura em Música pelo Conservatório Brasileiro de Música do Rio de Janeiro; Pós-Graduação em Filosofia pela Universidade Estadual de Montes Claros, MG; e Mestrado em Piano – Práticas Interpretativas – pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Desde os treze anos têm sido solista das principais orquestras do País, em palcos importantes como os Teatros Municipais do Rio de Janeiro e de São Paulo, a Sala Cecília Meireles do Rio de Janeiro, o Teatro Nacional de Brasília e a Sala São Paulo. No Brasil, já se apresentou em quase todos os Estados, atuando isoladamente ou ao lado de grandes cantores e instrumentistas. No exterior, já se apresentou em importantes salas de concerto dos Estados Unidos, França, Alemanha, Suíça, Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, Áustria, Finlândia, Londres, Nova Zelândia, Venezuela, Chile, Paraguai, Guatemala e Costa Rica.

SERVIÇO:

Dia 13/10, quinta-feira – Pianista Flávio Augusto apresenta “A Música de Carlos Gomes, uma homenagem aos 200 anos da independência do Brasil”

*Cíntia Graton (mezzo-soprano); Geílson Santos (tenor)

Local: Museu da Justiça – Salão Nobre

Horário: 18:30h

Endereço: Rua Dom Manoel 29, Centro.

Classificação Etária: livre

Entrada gratuita

Programa:

ANTONIO CARLOS GOMES (1836-1896)

Piano solo:

  • “Mormorio” (Improviso)
  • “Quilombo” – Quadrilha brasileira sobre motivos negros
  • “Quadriglia”

Canto e Piano:

  • “La piccola mendicante”
  • “Povera Bambola”
  • “Realtà”
  • “Bella Tosa”
  • “Lontana”
  • “Tu M’ami”                                                                     
  • “Suspiro d’Alma”
  • “Mon Bonheur”
  • “Ave Maria”
  • “Anália Ingrata”
  • “Quem Sabe!?”

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Avatar photo
Prosa & Verso