InternetNegócios

Especialista em negócios digitais dá dicas do que NÃO fazer no perfil profissional

Na era da interatividade e da internet, além de ser um bom profissional, é preciso saber dialogar nas redes sociais.  Antes de publicar algo no perfil de uma empresa ou de um prestador de serviço, é necessário ter um cuidado redobrado para não prejudicar a autoridade do negócio como marca. Gerenciar as redes de um negócio é muito mais do que fazer publicações. 

O uso das redes de relacionamento é unânime e essencial pelas empresas, afinal, através delas é possível chegar mais próximo do público alvo, ampliar o cadastro de clientes e fechar mais negócios. No entanto, é importante saber o que não fazer para evitar um efeito reverso, onde a imagem da marca possa ser prejudicada. Pensando nisso, a influencer e neuroestrategista em negócios digitais Patrícia Mirza, separou 5 dicas do que NÃO fazer no perfil profissional das redes de relacionamento:

1.      Panfletagem Digital:

NÃO humanizar sua marca e apenas oferecer de forma fria e sem conexão é ladeira abaixo. Pessoas se conectam com pessoas.

2.      Apenas vender e não contribuir com conteúdo de valor:

A oferta tem que acontecer desde a primeira vez que você produz conteúdo direcionado, ajudando pessoas e aumentando a conexão entre a empresa e o consumidor.

3.      NÃO postar por longos períodos e não usar as ferramentas disponíveis:

Quanto mais conteúdo mais alcance e mais pessoas vão se conectar e identificar com a marca,

4.      NÃO usar tráfego pago mesmo trabalhando o orgânico:

Anúncios hoje são fundamentais para divulgar seu negócio e ter alguém para saber fazê-los, facilitará muito o aumento da demanda.

5.      Ser inacessível:

Redes sócias são redes de relacionamento, e relacionamentos são negócios disfarçados. Você precisa se conectar. Lembre-se que seriedade não quer dizer antipatia.

Para finalizar, vale reforçar que, estar presente nas redes sociais já não é mais um diferencial para nenhuma empresa. Atualmente, quem se destaca nas mídias sociais são empresas que enxergam o valor dessa ferramenta e a utilizam como canal de comunicação com os seus clientes e como canal de promoção, tanto da marca como dos produtos/serviços e conteúdos.”Redes sociais são redes de relacionamento é relacionamentos são negócios disfarçados”, finalizou Patrícia.

Mais sobre Patricia Mirza

“Estrategista em posicionamento digital, Influência e negócios digitais, sem romantização”, assim a empresária Patrícia Mirza descreve seu trabalho nas redes sociais. A empreendedora, que também é influencer, tem um trabalho diferenciado que está ganhando cada vez mais espaço.

Pioneira no mercado digital, Patrícia iniciou formalmente nos negócios em março de 2016. No início, ela trabalhava apenas em cima de monetização, através da produção de conteúdo. Hoje, ela procura trazer resultados financeiros para as empresas estudando de forma certeira o comportamento do consumidor digital e todas as personas envolvidas de cada contratado, focando mais na audiência do que apenas nos números inflados dos influenciadores. Dando oportunidade assim aos nano e micro influenciadores, que conseguem desempenhar um alcance nichado para as marcas.

A empreendedora está à frente de duas empresas: a Social Factor, que atende empresas b2b que queiram desempenhar alta performance com o marketing de influência e também influenciadores que querem se posicionar no meio digital; e a Social Makers focada em mulheres que querem alcançar sua independência financeira através da internet.

Mas não é só isso que faz com que Patrícia seja uma profissional diferenciada. A identificação dela com outras mulheres, fez com que ela se tornasse inspiração e motivação por sua trajetória de vida.

Formada em nutrição, ela atuou na área por 5 meses e percebeu que não era o que queria. Então resolveu seguir sua veia empreendedora e a facilidade de comunicação para seguir os sonhos e levantar suas bandeiras. “Sou disléxica, tenho TDAH e tenho uma audição comprometida, minha vida escolar e acadêmica sempre foi muito difícil, não existia muita expectativa em cima de mim por conta de toda minha dificuldade de escrita e atenção. Porém, hoje todas as dificuldades que tive me tornaram autêntica e alguém que supera todos os dias os desafios dessas condições. Já fui casada e ao me divorciar de forma trágica entrei em depressão, o trabalho e o contato com mulheres que também estavam passando por superações pessoais me ajudaram muito a sair disso e fazer a diferença através das minhas habilidades e história”, finalizou.

You may also like

More in:Internet

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.