Como expandir os negócios por meio de franquias ou outras formas de parcerias

12 min. leitura
Como expandir os negócios por meio de franquias ou outras formas de parcerias

O crescimento de um negócio pode ser medido de diversas maneiras, seja por meio do seu número de clientes, sua quantidade de lucro, além de outras medidas a serem consideradas. Outro exemplo de um maior desempenho pode ser sua adoção ao modelo de franquias.

A partir dessa decisão, torna-se possível encontrar um negócio dentro dos mais variados espaços, ampliando o seu conhecimento pelo público, otimizando ainda mais sua performance, sendo isso que levou a possibilidade de trabalhar com o sistema de franquias.

Estar atento a isso é algo que um empreendedor deve considerar, principalmente, enquanto o seu negócio passa a conquistar um grande espaço no mercado, assim como o interesse do público. Então, é importante saber como se aproveitar de tudo isso.

É a partir desse tipo de atenção que ao procurar por cerâmica antiderrapante, por exemplo, ou qualquer tipo de ferramenta para uma obra.

Então, um cliente pode recorrer a uma loja de materiais de construções específicas, considerando em nome da confiança que tal comércio exibe.

Isso tudo em uma realidade na qual um cliente pode preferir almoçar em um restaurante específico ao viajar para fora do país, já tendo confiança no perfil de trabalho adotado por esse estabelecimento, obtendo ainda um maior apreço pela qualidade oferecida.

Esse é apenas um exemplo de como o sistema de franquias pode ser tão positivo para um negócio, seja em relação a quem adquire os direitos de tal marca ou para quem oferece ao mercado o seu nome, sendo esse o seu maior material a ser comercializado no momento.

É por coisas assim que um cliente pode procurar por uma loja específica para comprar por estojos personalizados para professores ou qualquer outro material no período de volta às aulas, com um empreendedor buscando também ter o prestígio dessa marca específica.

Tudo isso faz com que o sistema de franquia venha crescendo exponencialmente dentro do mercado, ao ponto de fazer com que uma empresa possa ser encontrada à nível internacional, tendo o seu nome espalhado pelos mais diversos cantos do globo.

Contudo, não basta somente pagar pelos direitos do nome, é preciso seguir todas as diretrizes de qualidade estabelecidas por essa companhia. E do outro lado dessa relação, existe a necessidade de desenvolver um sistema de aprimoramento nesse sentido.

Tudo isso aponta para as oportunidades que recorrer a um sistema de franquias pode trazer. Contudo, é importante conhecer mais a fundo esse modelo de negócios para ter sucesso com ele, esteja na posição de franqueado ou franqueador.

Como funcionam as franquias?

O sistema de franquia no comércio trata-se de uma relação em que uma companhia cede os direitos de utilização da sua marca, como o nome de um restaurante, em troca de algum tipo de sistema de remuneração a ser estabelecido por ambas as partes envolvidas.

Tal relação é mantida pelo franqueador, a entidade dona da marca em questão, e o franqueado, posição ocupada por quem aluga os direitos de uso dessa propriedade, para vender por janela de alumínio e vidro alinhado ao nome de um fornecedor.

Essa conexão é conhecida no mercado também como franchising, tratando-se de algo de grande valor para o cenário atual. Então, é isso o que faz com que marcas conhecidas possam ser vistas sempre ao seu redor, seja o centro comercial em que se encontra.

Apesar dessa popularidade atual, o sistema de franquias não trata-se de algo inédito, pelo contrário, é um modelo de negócio que faz com que muitas companhias globais hoje conhecidas possam exibir tal reconhecimento, diante de sua ampla presença.

No Brasil, esse sistema é reconhecido e regulamentado desde 1995, por meio da lei de número de 8.955, conhecida também como a Lei de Franchising. É ela que conta com todos os regimentos que devem ser seguidos por quem deseja trabalhar com essa ferramenta.

E entre os motivos pelo qual o sistema de franquias é tão popular, trazendo a mesma atenção a um negócio que placas de sinalização de incêndio em um prédio, é possível destacar a série de benefícios conquistados ao lidar com o franchising.

Os benefícios de recorrer a franquias

Entre os motivos que fazem um empreendedor optar por entrar em contato com uma franquia, ao invés de simplesmente abrir um negócio do zero, podemos destacar:

  • Apoio estrutural da franqueadora;
  • Reconhecimento maior do público;
  • Exclusividade de produtos ou marcas;
  • Maior destaque frente à sua concorrência.

Todos esses são pontos que mostram de forma clara os motivos pelos quais uma companhia pode recorrer ao sistema de franquias, contando com certo auxílio ao instalar um serviço de portaria remota em uma região ou qualquer que seja seu foco de trabalho.

Agora, esses são os motivos que fazem alguém querer trabalhar com o modelo de franquia, estando disposto a dividir parte do seu lucro diante das vantagens citadas. Por outro lado, o que faz uma companhia optar por adotar o franchising como um modelo de negócios?

Por que as empresas se tornam franquias?

A resposta para isso está na facilidade que pode ser conquistada em relação à expansão dos seus negócios, com o mesmo pode ser dito sobre a realização de parcerias no mercado, ou seja, distribuindo suas responsabilidades com outras empresas ao seu redor.

Dessa forma, é possível ver o seu negócio chegando aos mais diversos cantos do país, ou até mesmo do mundo, sem que seja necessário tomar conta de todos esses empreendimentos, aumentando seu lucro, mas também suas responsabilidades.

É por causa desse tipo de cenário que pode ser de maior valor investir em tornar seu negócio em uma franquia, enquanto ele for crescendo, do que se ocupar com a gestão de múltiplas empresas, podendo, inclusive, prejudicar sua marca.

A partir disso, uma campanha fica responsável pela definição de um padrão, além de garantir com que tais regras sejam respeitadas. Contudo, qualquer atribuição como instalar um andaime fachadeiro para mexer na frente da loja, é responsabilidade do franqueado.

São coisas do tipo que colocam o sistema de franquias como um modelo positivo a ser trabalhado por uma marca que procura expandir-se no mercado. Então, é importante desenvolver um bom sistema de aplicação nesse sentido.

Como me tornar em uma franquia?

Para que tal tipo de destaque seja alcançado, é importante existir uma boa estruturação do seu sistema de franchising, algo obtido por meio das seguintes ações:

Análise das possibilidades de um negócio

Antes de tentar tornar-se uma franquia, primeiro, é importante entender se existe demanda para isso. Ou seja, não apenas se sua empresa está em uma posição positiva com o público, mas também se o mercado está a procura do seu tipo de segmento.

Ou seja, é preciso antes fazer um estudo do terreno, tal como uma análise de solo, porém, voltada às oportunidades e também riscos que o mercado apresenta em relação à possibilidade de franqueamento do seu negócio.

Desenvolvimento de um sistema lucrativo

Para que uma franquia tenha sucesso, ela deve dar lucro, não apenas ao detentor da marca, mas também para aquele que for negociar o direito do uso desse nome. Para isso, é necessário desenvolver um sistema financeiro que seja positivo para ambos.

Junto a isso, é necessário definir qual será o percentual de taxa a ser paga, além dos royalties a serem renovados em um período estabelecido, criando um ambiente lucrativo para todos aqueles envolvidos nesse tipo de negociação.

Padronização de atividades

Por mais que possam existir certas personalizações, como um molho específico para cada país. No caso de uma franquia de restaurantes, por exemplo, no geral, um sistema de franchising é conhecido pela definição de padrões que fortifiquem uma marca.

Desse modo, independentemente de onde um cliente vá, ele pode receber uma experiência similar. Para que isso seja possível, cabe à franqueadora desenvolver uma série de padrões a serem seguidos, mantendo assim, a estrutura de uma marca seja onde ela for aplicada.

Formalidade jurídica

A existência de uma lei específica para o sistema de franchising aponta para a necessidade em respeitar algumas normas associadas a esse sistema, destacando a formalização desse sistema, com o mesmo sendo dito sobre os contratos a serem realizados.

A partir disso, torna-se possível assegurar os direitos e atribuições tanto da franqueadora como do franqueado a partir do momento em que uma relação é firmada, fortalecendo tal parceria, assim como um concreto bombeado em uma obra.

Estratégias de marketing

Por fim, além de toda a questão da estrutura física a ser respeitada, o franchising de uma marca deve lidar também com o alinhamento de suas estratégias de marketing, para garantir uma experiência similar ao cliente seja em qual loja de uma franquia ele entre.

Alinhar suas estratégias ajuda também a fortalecer a imagem de uma marca, o que é positivo para todos os associados a esse sistema de franquias, algo que ajuda a explicar também o motivo desse tipo de sistema estar se tornando tão popular no mercado.

Tudo isso se mostra positivo tanto para quem quer abrir um negócio, sendo mais fácil contar com a estrutura de uma franquia, como também para quem busca uma maneira de expandir suas atividades, com o sistema de franchising apresentando-se como uma opção.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Marcos Calmon
Psicologia
Avatar photo
Prosa & Verso