Bruno Ruy lança “Dores do Mundo”, single definido como Pop/MPB

4 min. leitura

Após ser existencial em suas quatro primeiras canções, o cantor e compositor gaúcho Bruno Ruy externa sua essência para o mundo à sua volta no single autoral “Dores do Mundo”, lançado pela Gear Music, com produção musical de Giba Moojen, e direção geral de Rick Bonadio, do Midas Music. 

Apesar de jovem, o artista se mostra em “Dores do Mundo” uma pessoa de compaixão ao próximo, de quem se coloca no lugar daquele que sofre. No entanto, a música é um apanhado de ideias, que, em resumo, cai na gratidão e na plenitude da vida.

 ESCUTE “DORES DO MUNDO” NAS PLATAFORMAS DE STREAMING

ASSISTA O CLIPE NO YOUTUBE 

Segundo Bruno, a inspiração foi fruto de suas observações a respeito da fragilidade humana, intensificada com a chegada da pandemia. Assim, a letra sugere que corpo e mente se mantenham sãs, evitando o medo e o desespero desnecessários, e, dessa forma, viver uma vida calma e plena.

A canção também foi ilustrada em videoclipe, no qual Bruno Ruy é o único em cena, em meio a natureza e a pinturas, e que segue as boas vibrações dessa música que é um pop solar com tons da MPB.

O músico é o autor da capa, que nasceu como uma arte abstrata e sem significados, mas que passou a representar as dores do mundo. A novidade já está disponível em todos as plataformas digitais e no Youtube.

LETRA

Eu tenho gratidão, eu sinto compaixão
 pelas dores do mundo
 desacelera cada passo de um compasso tão veloz
 mas que absurdo

Pra que pensar no amanhã?
 mantenha seu corpo e mente sã
 busque seus ideais
 não viva coisas banais
 por mais que pareça, os dias não são iguais

Eu tenho gratidão, eu sinto compaixão
 pelas dores do mundo
 desacelera cada passo de um compasso tão veloz
 mas que absurdo

Eu tenho gratidão, eu sinto compaixão
 pelas dores do mundo
 desacelera cada passo de um compasso tão veloz
 mas que absurdo

Preserve a gratidão
 a luz no coração
 as dores do mundo não são em vão

Pra que pensar no amanhã?
 mantenha seu corpo e mente sã
 busque seus ideais
 não viva coisas banais
 por mais que pareça, os dias não são iguais

Eu tenho gratidão, eu sinto compaixão
 pelas dores do mundo
 desacelera cada passo de um compasso tão veloz
 mas que absurdo

Eu tenho gratidão, eu sinto compaixão
 pelas dores do mundo
 desacelera cada passo de um compasso tão veloz
 mas que absurdo

FICHA TÉCNICA 

Composição: Bruno Ruy

Direção Geral: Rick Bonadio

Direção Artística: Giba Moojen e Renato Patriarca

Produção Executiva: Helio Leite, Giba Moojen

Produzido por: Giba Moojen

Arranjos: Giba Moojen

Gravado e Mixado no G.E.A.R. Studio

Engenheiro de Gravação: Giba Moojen

Assistente de Gravação: Nathan Ricardo

Pós-produção de áudio: Nathan Ricardo

Engenheiro de Mixagem: Giba Moojen e Nathan Ricardo

Assistente de Mixagem: Nathan Ricardo Masterizado no G.E.A.R. Studio por: Nathan Ricardo Autor: Bruno Ruy

SOBRE BRUNO RUY

Nascido no ano 2000, em Novo Hamburgo-RS, e atualmente residente de Morro Reuter (serra gaúcha), Bruno Ruy se inspira na música pop/MPB, como as de Nando Reis e Lenine. Dessas referências, o artista escreve suas letras que tem como missão promover reflexões a quem as ouve.

“A intenção constante nas letras das minhas músicas, é tocar o coração e estimular a evolução do ser humano, provocando reflexões internas, sobre diversos assuntos pertinentes à existência humana no mundo atual.”

Siga o artista nas redes sociais:

INSTAGRAM

FACEBOOK

YOUTUBE

SPOTIFY

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Avatar photo
Prosa & Verso