CinemaCulturaGabriel FerreiraTelevisão e Mais

A volta dos filmes clássicos à TV aberta

Apesar de estar presente com frequência em canais fechados como o TCM, Telecine Cult e outros, os grandes clássicos do cinema têm sido recorrentes nas faixas destinadas a filmes na TV Aberta. Se dizia a um tempo atrás e muito das vezes, escutamos até hoje que a nostalgia era frequente na Sessão da Tarde, que era composta de filmes como “A Lagoa Azul”(1980), “Matilda”(1996), “Conta Comigo”(1986) e muitos outros. Mas tudo indica que o jogo virou e os filmes recorrentes na sessão exibida antes da novela “Laços de Família”, raramente são exibidos.

Porém, com a finalidade de dar “folga” a programas exibidos aos sábados na sequência do Jornal Hoje e preencher o espaço de afiliadas que não possuem programação local, a Rede Globo volta ao ar com uma das sessões mais clássicas de sua história, SIM, estamos falando da “Sessão de Sábado”, que curiosamente veio com o objetivo atual de ocupar a lacuna nostálgica deixada pela Sessão da Tarde, que atualmente é composta por filmes de aventura, drama e comédia romântica de qualidade “bastante duvidosa”.

“Forrest Gump: O Contador de Histórias” (1994)

Filmes como “Uma Linda Mulher”(1990), “Velozes e Furiosos”(2001), “Jurassic Park”(1993) vem sendo exibidos nesta nova fase da “Sessão de Sábado”, que coincidentemente tem trazido bons resultados de audiência durante o seu horário de exibição. O sucesso de bilheteria “Forrest Gump: O Contador de Histórias”(1994) exibido no último dia 2 de janeiro, por exemplo, atingiu 13,4 pontos, 15,6 de pico e 29.4% de participação no número de televisores ligados na Grande São Paulo, impulsionando a audiência de sábado da Globo em relação a semanas anteriores, onde a faixa de filmes até então, não era exibida.

Nesse caso, fica evidente, que o público busca assistir filmes de todos os tipos e todos os gostos na TV, sejam eles antigos ou não. Quem sabe, êxitos como esse possam ajudar a Globo a cogitar em fixar a “Sessão de Sábado” semanalmente ou trazer mais clássicos para as faixas de filmes existentes na emissora, fazendo com que o público sinta-se ainda mais atraído a assistir um bom filme na TV com um bom enredo como alguns dos clássicos oferecem.

Gabriel Ferreira – Estudante de Jornalismo

You may also like

More in:Cinema

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.