Um guia para o pitch perfeito

8 min. leitura

Tão importante quanto ter uma ideia inovadora e de grande proporções é saber comunicá-la para que o projeto adquira fôlego e siga adiante. Atualmente, uma das minhas atividades está atrelada a fazer mentoria para fundadores de startups e ajudá-los a conseguir transformar uma idealização em algo concreto. Nesse processo, tenho percebido com frequência casos em que a pessoa possua uma ótima ideia, embasada em pesquisas científicas e de mercado que demonstram não só que ela funciona, mas como ela vai ser um sucesso de vendas, porém que acabam não conseguindo transparecer essa força, principalmente por conta de erros básicos no momento de criação e apresentação do pitch.

Um pitch estruturado é apenas o final de um trabalho bem executado de pesquisa. É o espaço necessário para conseguir apresentar dados e informações de uma forma clara, direta e coesa, evitando ao máximo o uso de jargões ou floreio sobre as ideias. A apresentação é o momento dado para que o idealizador do projeto mostre que conhece do mercado, foi a fundo na dor que deseja suprir e que conhece as necessidades dos clientes, tendo em mãos o necessário para convencer o investidor disso tudo.

Segundo a Distrito, no Brasil contou com 779 rodadas de investimento em em 2021, superando a marca de U$9,4 bilhões investidos. O número é 2,5 vezes maior que o investido em 2020, e o maior desde o início do estudo, em 2011. Esses números comprovam bem que o mercado está disposto a ouvir quem tem algo a oferecer, porém é preciso que o vendedor de uma ideia se faça compreendido na hora de explicar o seu produto.

Para isso, decidi elencar alguns pontos que ajudam na construção de um pitch perfeito:

1- Se apresente

A primeira coisa a se fazer ao iniciar a sua apresentação é dizer rapidamente quem você é, informando nome e porque é importante que esteja a frente da sua empresa. Essa parte acaba sendo tão básica que muitas pessoas acabam esquecendo, o que tira a credibilidade para investidores. Lembre de ser sucinto, dê a informação relevante e não invente demais na própria apresentação.

2- Apresente a empresa

Da mesma forma que é preciso se identificar, é necessário também realizar uma breve introdução da empresa. Nesse início é preciso deixar claro o nome da startup, o seu cargo nela e uma frase resumida do que ela se propõe a fazer. É importante deixar claro que ainda não é o momento de apresentar a solução, somente diga o que a companhia faz.

3- Dor

Agora chegou o momento de fisgar de forma definitiva a atenção do ouvinte. É o momento de expor a dor de mercado que a ideia pretende resolver, fazendo com que ele pense: “Nossa, esse problema realmente existe”. Para isso, é importante ter em mente algo bem estruturado para gerar o interesse. Uma ótima pedida é começar esse processo criando um contexto, algo como a apresentação de números e informações que mostre que a dor existe. Depois, gere uma questão a qual você se proponha resolver, instigando o investidor a acompanhar o seu raciocínio. Por fim, é o momento de apresentar a necessidade, demonstrando o que pode ser feito para que os estágios anteriores sejam alterados.

4- Solução

Criado o cenário ideal para o problema, agora é a vez de mostrar que a sua ideia é o método perfeito para solucionar esse contratempo. Novamente, é possível estruturar esse momento em etapas para tornar o seu pitch em algo coerente e cativante. Nesse sentido, o primeiro passo é apresentar a sua intenção, informando qual a missão ao criar empresa. Na sequência, é necessário mostrar como a startup pretende resolver essa dor. Lembre-se que este é o ponto alto da apresentação, já que será dada a base da sua ideia, sendo ideal que isto seja feito de uma forma clara e objetiva, porém sem deixar brechas. É importante deixar claro ainda o resultado esperado a partir do momento que a sua ideia seja colocada em prática.

5- Tamanho de mercado

Após deixar claro como a sua solução é boa, é hora de expor que existe um mercado para ela. Neste momento é necessário divulgar dados e pesquisas que mostrem que existe um público interessado no que a empresa se propõe a fazer. Mostrar subsídios fortes e deixar todo o pitch mais consolidado e adicionar credibilidade ao que a sua solução está se propondo a fazer.

6- Monetização

Depois de ter deixado claro a possibilidade de obter um ganho financeiro com o produto, está na hora de apontar como ele será rentável. Neste ponto é necessário transmitir o planejamento de funcionamento da empresa. Pontos como modelo de negócio e como essa solução será transacionada são fundamentais para deixar o investidor tranquilo quanto ao retorno sobre o investimento. É super válido apresentar números nesse momento, pois isso gera credibilidade e confiança por parte de quem está apresentando.

7- Time

Para finalizar, é importante afirmar quem está por trás desse projeto, destacando qualidades e deixando claro a importância e participação de cada dentro da iniciativa.

8- Considerações finais

Vale ressaltar ainda dois pontos importantes para ajudar no momento de idealizar um pitch e comunicar a ideia de uma forma assertiva. É sempre importante reafirmar o nome da empresa algumas vezes durante a apresentação. Repetir esse conteúdo ajuda a refrescar a alcunha para o ouvinte e estabelecer uma conexão mais forte.

Outro ponto importante é nunca esquecer de deixar algum período ao final da performance aberto para perguntas ou dúvidas por parte dos investidores. Além disso, como esse momento não terá nada sendo apresentado na projeção visual, é interessante ter algo preparado para ser mostrado na tela durante este momento. Uma boa pedida, por exemplo, é adicionar um slide informativo com dados de contato, como telefone, email e site.

Gabriela Accorsi, COO e Co-fundadora da La Decora 

Formada em arquitetura e urbanismo pela Unipar (Universidade Paranaense) e certificada em Design Thinking pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets), a executiva possui 15 anos de experiência no segmento. Já  coordenou a execução de grandes projetos em Curitiba e Balneário Camboriú. Também ganhou diversos  prêmios de destaque no segmento, entre eles : melhor execução de obra pela Casa Cor Santa Catarina 2010, prêmio KAZA TOP 100,  desafio de inovação da Santa Luzia e o prêmio de construtech revelação do Movimente Secovi SP. 

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Avatar photo
Prosa & Verso