AgendaCulturaDestaqueEventoMúsicaShow

Rafa Castro desembarca no Blue Note em 31 de maio

Rafa Castro, cantor, compositor e pianista brasileiro, transita por São Paulo há cinco anos, onde mora e cria para si um ambiente musical. Em seu quarto e mais novo disco, Teletransportar, que teve lançamento oficial em Janeiro de 2022 no Teatro do Sesc Belenzinho, Rafa amplia sua criação também para a escrita, e na autoria de suas letras, apresenta questionamentos sobre política, meio ambiente, o poder da natureza e sua busca espiritual. Acompanham Rafa Castro nos shows: Igor Pimenta (baixista), coprodutor do disco, Conrado Goys (guitarrista) e Carlito Mazzoni (baterista).

Teletransportar tem como elemento central a água, que pode se desdobrar em rio, mar, em materialidade cristalina e também servir de correnteza para se deixar levar para outro lugar, longe dos que estampam os jornais. Foram viagens para as veias abertas do Brasil, em meio aos sertões, que inspiraram Rafa a compor. A música, para ele, é a possibilidade de se conectar com o sobrenatural e de contar ao outro o resultado de suas experiências de vida. Seu novo disco é uma reconstrução de si, é autobiográfico, mas sobretudo uma tradução coesa de um sentimento ambíguo em relação ao nosso mundo. Um estado desconfortante de se sentir num futuro digital e tecnológico, porém arraigado ao conservadorismo extremo.

A biografia de Rafa Castro é também muito ligada à música instrumental. Seus dois primeiros discos, Teias (2014) e Casulo (2016) são aprofundamentos de seus estudos sobre o jazz aliado à sua formação na Universidade de Música Popular Bituca. Um dos pontos luminosos de sua história é referente ao primeiro disco, quando realiza o concerto com dois pianos de cauda junto ao Túlio Mourão, grande parceiro que deixa rastros de composição no novo trabalho. Embora esse traço esteja muito presente em suas recentes músicas, a pesquisa de Rafa sempre foi fincada no popular, e é esta possibilidade de criação arejada e liberta que ele entrega em Teletransportar. Como se Fronteira (2017), fosse literalmente um disco no limite entre dois momentos: o do instrumental e o da canção. Rafa Castro cria músicas para seu tempo e que dialogam com a nova geração de músicos populares brasileiros. Sua mineiridade está pulverizada em Brasils possíveis que encontrou. Enraizado no cinza da cidade que lhe acolhe e expele rumo ao interior do Pará e do Amazonas.

Em 15 de dezembro de 2021, Rafa Castro ganhou o Prêmio de melhor clipe/filme no MVF_BR, m-v-awards pelo Teletransportar, no Museu da Imagem e do Som (MIS). E segue turnê com o disco premiado e elogiado pela crítica especializada.

You may also like

More in:Agenda

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.