Saúde

Pandemia impulsiona crescimentos dos laboratórios clínicos

Nos dois últimos anos tivemos um sério problema que mexeu com todo o mundo. Com a chegada do Coronavírus o mundo teve que se reinventar. Nossa geração precisou se adaptar, preparar e combater o vírus de uma maneira rápida e eficaz. E isso fez com que alguns setores tivessem grande aumento na procura. 

Um dos setores que mais tiveram aumento foi o de produtos hospitalares e descartáveis. Dentre eles, a máscara facial foi a campeã na procura. Abaixo dela, tivemos luvas cirúrgicas, luvas de procedimento e luvas descartáveis. Tudo isso para tentar isolar e minimizar os riscos de contágio deste destrutivo problema. 

Porém, como as pessoas são ótimas criadoras de solução em pouco tempo foram desenvolvidas soluções imediatas, para diminuir os contágios e consequentemente a morte. 

Em pouco tempo foi criado soluções claras e objetivas como software para laboratório, exames específicos, métodos e procedimentos que fariam com que o vírus fosse a cada dia controlado e diminuísse a níveis seguros. 

Os exames que foram criados tinham a finalidade de buscar traços do vírus no organismo. Em consequência disso, a busca de laboratórios clínicos aumentaram. Em um primeiro momento estes exames eram feitos apenas nestes laboratórios.

Após algum tempo, as grandes farmácias foram permitidas em fazer tais exames. Em suma, os exames possuem cinco tipos de procedimento. Acompanhe abaixo e veja como e quais são os tipos de exames.

Devido a este aumento na procura de laboratórios. Os mesmos precisaram se adaptar às novas regras e procura. Para que esta adequação siga as normas exigidas pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) alguns laboratórios precisam se reestruturar e criar procedimentos de segurança. 

A ANVISA determina que procedimentos de segurança rígidos sejam seguidos, antes, durante e após a coleta de qualquer que seja o exame  clínico realizado. Garantindo assim, a segurança e conforto do paciente e do examinador. 

Ela também determina que tais exames tenham prazos para se ter resultados. Garantindo que seja descartada ou confirma a doença em questão.

Tipos de Exames para COVID

Após dois anos de pandemia foram definidos alguns exames para determinar se o paciente tem ou teve traços do vírus no organismo. Os exames mais comuns são:

  • RT-PCR para SARS-CoV-2 em swab combinado de nasofaringe
  • RT-LAMP para SARS-CoV-2
  • Painel Quadriplex (SARS-CoV-2 + Influenza A + Influenza B + Vírus Sincicial Respiratório)
  • Painel respiratório molecular
  • Pesquisa do Antígeno de SARS-CoV-2

Os mais comuns e utilizados no Brasil são os RT-PCR e o RT-Lamp. Falaremos um pouco de cada um deles.

RT-PCR

Ele é um teste molecular, baseado na pesquisa do material genético do vírus (RNA), sua coleta é feita por meio do swab introduzido pelo nariz do paciente (swab nasofaríngeo).

Considerado um dos mais confiáveis exames feitos em laboratórios seguindo padrão chamado “padrão-ouro”. Ele pode ser feito de duas maneiras, ambos com o mesmo resultado.

A primeira maneira é feita a coleta e após um prazo de 24 horas o resultado é obtido por meio da cultura. 

A segunda maneira é feita com o procedimento chamado POCT (point of care testing, com prazo de realização de poucas horas). Assim, o resultado é obtido mais rapidamente.

RT-Lamp

O outro teste molecular é o RT-Lamp e a função principal é estudar o RNA do vírus, mas este é amplificado isotermicamente. A coleta também foi realizada por swab nasofaríngeo, que foi um pouco menos sensível que o RT-PCR nasofaríngeo (variou entre 76-97%, maior nos primeiros dias de sintomas). 

A principal vantagem é a rapidez dos resultados, que é mais rápida com os métodos de análise atuais.

Este teste é o mais comum em farmácias e drogarias e seu resultado fica pronto em 15 minutos. 

Confiabilidade dos exames

Você está se perguntando se os dois exames possuem confiabilidade garantida, ou seja, se você pode confiar nos resultados obtidos. Em suma sim, os exames tanto laboratoriais e os testes rápidos de farmácia possuem uma taxa de assertividade bem alta e garantem resultados confiáveis. 

Para efeito de comparação, os exames realizados em laboratórios possuem 99,8% de acerto. Já os exames de farmácias possuem taxa de erro de até 70% em casos de resultado negativo.

Assim, se sentir desconfortável com o exame que realizou na farmácia, o mais correto é realizar um exame laboratorial o mais rápido possível. Assim, em muito pouco tempo você tem o resultado com maior taxa de acerto. 

Buscando ajuda profissional

Se você sente que não está bem, e quer realizar um exame para saber se você está com o vírus, o mais indicado é procurar ajuda profissional, assim, ele determinará a necessidade ou não de um exame laboratorial. 

Estes laboratórios estão preparados para receber pacientes com os mais variados sintomas e condições para realizar os testes. 

Para maior comodidade o indicado é procurar contato com tais laboratórios, informar nome e dados pessoais e realizar um pré-agendamento para tal exame. Assim você se expõe o mínimo possível e também não fica exposto a possíveis contaminações. 

You may also like

More in:Saúde

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.