ArteCulturaFamososMúsica

João Carlos Martins faz apresentação única com os DJS Anderson Noise e Camilla Brunetta

Assim como a tecnologia, a música conecta as pessoas. Com esse intuito, a Huawei apresenta nesta sexta-feira, 18, um espetáculo único, onde o maestro João Carlos Martins e a orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP interagem musicalmente com os DJs Anderson Noise, um dos precursores do techno no Brasil, e Camilla Brunetta, destaque da cena carioca, em live aberta ao público, realizada através da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério do Turismo e transmitida nos canais do maestro no Facebook e YouTube e no canal da Huawei Brasil no YouTube, a partir das 18h30.

crossover da música clássica com gêneros contemporâneos e populares é uma das marcas de Martins, que preparou para este encontro um repertório que passa por samba, rock, jazz e tango. A noite começa com a Bachiana Filarmônica SESI-SP com Bach (Jesus Alegria dos Homens), Puccini (Nessun Dorma) e Astor Piazzolla (Libertango) – esta, com Martins ao piano.

Entra em cena, então, o DJ Anderson Noise – reeditando o histórico encontro entre o maestro João Carlos Martins, a Bachiana e o DJ em uma apresentação histórica na Sala São Paulo em 2009 –, que fará suas intervenções eletrônicas durante a execução de peças de Bach, Guerra-Peixe, Villa-Lobos, Beethoven, Lorenzo Fernandez, Zequinha de Abreu e The Beatles.

Já a DJ Camilla Brunetta, uma apaixonada pelo funk carioca que começou sua carreira tocando hits nostálgicos das décadas de 1990 e 2000 e hoje é considerada umas das maiores DJs do Rio de Janeiro, tem sua primeira experiência tocando junto a uma orquestra. Camila interage com Martins e a Bachiana em um repertório que vai dos clássicos de Albeniz, Khachaturian e Bizet, passando pelo pop de Lulu Santos e o samba paulista de Adoniran Barbosa.

“Assim como a tecnologia, a Huawei acredita que a música transforma a vida das pessoas e oferece novas oportunidades para todos. Há 22 anos no Brasil, a empresa está orgulhosa por reunir tantos talentos brasileiros neste evento, encabeçado pelo maestro João Carlos Martins, que mesmo após tantos incidentes, nunca se distanciou da música graças à tecnologia”, afirma Guo Yi, VP de Relações Públicas e Governamentais da Huawei.

Após 24 cirurgias para reaver o movimento dos dedos das mãos, comprometidos por acidentes e problemas de saúde, o maestro ganhou um par de luvas biônicas em janeiro deste ano, criado pelo designer industrial Ubiratan Bizarro Costa. Os protótipos são baseados no sistema de amortecimento dos carros da Fórmula 1. Além de ter voltado a tocar piano, Martins usa as luvas para executar diversas tarefas do cotidiano.

“Voltar a tocar piano com as duas mãos 22 anos depois da última vez, aos 80 anos, me trouxe um novo ânimo”, conta o maestro, que está com a energia renovada e a agenda cheia de apresentações até o fim de 2020.

O trabalho do pianista e maestro brasileiro é reconhecido mundialmente. Devido a acidentes e problemas neurológicos, tocou até 2002, quando interrompeu a carreira de pianista e passou a se dedicar à regência. Começou a estudar piano aos 8 anos e na adolescência já tinha fama mundial como intérprete de Bach. Com 21 anos, fez sua estreia no Carnegie Hall, em NY. Em 1966, caiu sobre uma pedra e machucou o nervo ulnar, provocando atrofia em três dedos. Em 1970, com o problema agravado, abandonou o piano, mas oito anos depois, com muita fisioterapia, estava de volta ao instrumento. Em 1985, outro problema na mão direita o fez parar mais uma vez, só retornando aos palcos em 1993. Dois anos mais tarde, recebeu uma pancada com uma barra de ferro na cabeça em um assalto. A lesão afetou a outra mão. Com operações e fisioterapias, tocou até 2002, quando interrompeu a carreira de pianista e passou a se dedicar à regência. Em 2020, voltou a tocar com as duas mãos com a ajuda de uma luva biónica, graças a um projeto desenvolvido pelo designer industrial Ubiratan Bizarro Costa.

DJ, produtor musical e um dos principais nomes da música eletrônica brasileira, Anderson Noise foi pioneiro ao criar uma rádio online nos primórdios da internet, teve um canal no YouTube antes dos youtubers bombarem e montou o mais antigo selo de techno do Brasil. Em 2009, tocou com a orquestra a Bachiana Filarmônica SESI-SP na Sala São Paulo, regida pelo maestro João Carlos Martins, e já trabalhou com Milton Nascimento.

Apaixonada pelo funk carioca, Camilla Brunetta começou a carreira tocando hits nostálgicos das décadas de 1990 e 2000 em festas para os amigos. Adquirindo muita experiência em music branding, hoje ela já é considerada umas das maiores djs do Rio de Janeiro.

You may also like

More in:Arte

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.