iéti apresenta capa e anuncia Mixtape “O QUE EU VEJO”

5 min. leitura

Faça o pré-save 

Depois dos singles “tudo por você (tipo pixote)” com Tarcis e Nevs e de “uma noite e um vinho seco” ao lado de Cs Loverboy e Cout1nho, iéti dá vida a mixtape “O QUE EU VEJO” um retrato dividido em 19 faixas que contam a história de vida do artista no Morro do Chaves, localizado em Barros Filho na Zona Norte do Rio de Janeiro, local onde o rapper nasceu e cresceu.

Com participações de Tarcis, Izy Castelano, Shamilla, Lessa Gustavo, Marcão Baixada, Ana Be, Raro, Pedro Saci, Suntizil, Nabru, Kalyne, Cout1nho, Cs Loverboy, Nevs, Bakkari e todas as produções assinadas por Eric Beatz, o artista passeia no storytelling, aprofundando suas narrativas pessoais em cima de beats clássicos, voltados para o boombap, trazendo um impacto diferente do que vem sido construído na cena do hip hop nacional para sua obra.

“O QUE EU VEJO” tem como faixa foco a canção “Sábado de Manhã” ao lado de Izy Castelano, música que traça uma narrativa íntima de um casal em sua casa no final de semana. Por ser uma faixa solar, é possível observar seu contraste com o projeto em si, que fala sobre amores e desamores, experiências familiares, amigos e parentes que perderam suas vidas para o crime e o caminho em direção a vencer na vida através da arte.

Sobre a mixtape iéti comenta:

“O QUE EU VEJO” fecha a sequência do “RADAR DE UM FILME SUJO” e “RUAS, LUZES E CONFISSÕES” três mixtapes que falam sobre narrativas pessoais minhas, cada uma delas introduzindo a minha ótica sobre o espaço que eu cresci e os lugares que eu transito. 

O fato de das 19 faixas eu ter convidado 15 participações, foi um exercício de construir a direção criativa de todos os processos do trabalho. A mixtape não teria o mesmo tom sem os beats do Eric e a direção musical do Cs Loverboy, que deram vida a minha linguagem e a organização dos feats, me sinto honrado”.

Dentre as principais faixas de destaque do projeto é possível citar “Anjos (essa é pra você primo) história que iéti divide sua relação familiar com um primo que foi assassinado em uma guerra entre facções que envolve uma briga depois da compra de um tênis com o rapper BK’ antes da fama.

Além dela, a introdução da mixtape apresenta um hip hop mais ousado e alternativo, que faz uso do coral em uma batida diferente do habitual, uma excelente apresentação do projeto. 

Pra além da faixa foco e as músicas de destaque, iéti disponibilizará no dia 27/11 o curta “O QUE EU VEJO” com direção de @ilovemyanalog que produziu o clipe de “Cachorrada” de Leall e VND, ao lado de Marina Maux e Murdoc, assumindo fotografia e assistência de direção. A capa da mixtape foi assinada por Wavybil, diretor criativo do selo CRIS. encabeçado por iéti.

O projeto tem lançamento nas plataformas previsto para o dia 8 de Dezembro, no mesmo dia do novo projeto do rapper Tarcis. Em comemoração, ambos os artistas irão realizar um show de apresentação das faixas na Casa do Nando, berço do samba, no centro da cidade do Rio de Janeiro, no dia 9 de Dezembro, com apoio da Redley, marca que vem acompanhando o corre de iéti ao longo de 2023.

Ingressos

Foto divulgação: Marina Maux
Foto divulgação pb: Murdoc
Foto faixa-foco “Sábado de manhã”: Marina Maux
Arte lançamento: Wavybil
Capa & Contracapa: Fotos por: @ilovemyanalog artwork: wavybil

Link privado para ouvir “O QUE EU VEJO” (MIXTAPE): https://on.soundcloud.com/a9yNy

Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Avatar photo
Prosa & Verso