George Israel lança remix de “Reza Forte” assinado pelo TRIPTROP

6 min. leitura

George Israel é um dos maiores nomes da música nacional. Agora, em meio às comemorações de seus 40 anos de carreira, o artista revela a versão remix de “Reza Forte”. Composta em parceria com Pedro Botafogo e com participação de Cathy Israel, a música ganha novas batidas assinadas pelo TRIPTROP, e chega às plataformas nesta sexta-feira, dia 7. 

Escrita durante uma etapa mais restritiva da pandemia, “Reza Forte” é quase que um clamor sobre dias melhores. Afinal, independente de religião, quem nunca recorreu ao astral para pedir proteção?

“‘Reza Forte’ foi escrita durante a pandemia, quando estávamos todos isolados. Passei esse tempo ao lado da minha família e justamente num desses momentos, eu estava com minha filha, Cathy Israel, e o namorado dela, Pedro Botafogo. Em síntese, essa canção fala sobre reinvenção, sobre um novo momento de vida em momentos onde não conseguimos virar o jogo”, destaca George. 

Reza Forte

O remix, que conta com assinatura do TRIPTROP, projeto de música eletrônica de George Israel, sela um encontro quase que familiar.

Conheci o George ainda muito pequeno, ele é pai de um dos meus melhores amigos de infância. Nos juntamos para formar o TRIPTROP, onde buscamos uma roupagem moderna para um misto entre MPB e House, porém não nos limitamos nem à MPB e nem ao House. Em ‘Reza forte’, devido ao bpm mais cadenciado dela, viemos com uma alternativa, onde tivemos inspirações em muitos artistas, tanto nacionais como internacionais, de Polo & Pan a Gilsons”, explica Konsk. 

Em “Reza Forte”, o jeito descolado de George Israel, um dos precursores do Rock Nacional, contrasta à suavidade e leveza da voz de Cathy Israel, o que proporciona um resultado único sonoramente.

“Eu sempre curti muito a voz da Cathy. Essa é a segunda música que lançamos juntos, mas o processo de criação musical é algo muito único e pessoal. Ela é uma artista em todos os sentidos e tem explorado esse lado profissionalmente. Ela é formada em design, então é algo que dá para ser aplicado na prática em uma série de situações, como na música. ‘Reza Forte’ é o resultado disso, desse momento”. 

Cathy Israel diz que está feliz com a chegada da música: “Estou muito feliz de apresentar ‘Reza Forte’, ela tem uma mensagem muito maneira, nossa segunda parceria juntos”, completa. 

George Israel

George Israel foi fundador do Kid Abelha desde sua formação em 1981, e mantém carreira solo paralelamente desde 2007. Como autor, tem 80 canções gravadas com a parceira Paula Toller. Com Cazuza, são 18 canções. Junto com Paula Toller e Bruno Fortunato gravou 15 discos com o Kid Abelha, sendo o Acústico MTV um dos que co-produziu.

Nascido no Rio de Janeiro, despertou para a música vendo o filme “Help!” dos Beatles quando comprou seu primeiro LP, com 6 anos de idade. Depois começou a colecionar compactos, músicas de festinhas e trilhas de novela. Começou a tocar violão com 13 anos.

A primeira vez que subiu no palco foi no festival do colégio rio de janeiro tocando uma composição própria. A partir daí, sempre assistindo a muitos shows e conhecendo pessoas que gostavam de música, acabou formando e fazendo parte de algumas bandas.

Nos anos 80, formou a banda o “fim da rua” junto com Frejat. Além disso tocava em algumas outras bandas, entre elas, a que seria batizada ao vivo na Rádio Fluminense com o nome de “Kid Abelha e os Abóboras Selvagens”. Fizeram seu primeiro show no lendário circo voador em novembro de 1982, data que marcou o nascimento do “Kid Abelha”.

Do “pau-de-sebo” rock voador, foram contratados pela Warner onde ficaram até 2000. Nesse período lançaram 11 discos que renderam a banda, 6 discos de ouro, 2 discos de platina e 2 discos duplo platina. Cinco destes discos tiveram a assinatura de George como produtor.

Paralelo ao Kid Abelha, George também estava presente em outros trabalhos. Como compositor, fez com Cazuza e Frejat, “Amor Amor” para o filme “Bete Balanço”. Essa aproximação abriu caminho para mais de 10 parcerias com Cazuza, entre elas o hino “Brasil”, que ganhou em 1988 dois prêmios de melhor música do ano.

Em 2004, George lança seu primeiro CD solo “4 letras”. Título tirado de uma música inédita com Cazuza. Entre as participações no CD, estão: Paralamas do Sucesso, Lulu Santos, Frejat e Os Britos.

Já em 2007, o artista lança seu segundo CD solo, dessa vez pela som livre, trazendo novos parceiros, como Marcelo Camelo, a retomada de parceria com Leoni e a confirmação de George também como letrista inspirado. Mostra também neste cd, um pouco da diversidade e experiência de palco que trouxe entre shows dos Britos e de seus shows solo, como por exemplo, a versão blues de “As rosas não falam”, de Cartola.

Em 2010, George lança seu terceiro CD solo, reunindo suas parcerias com Cazuza, com convidados especiais e novas leituras para grandes sucessos!

Deixe um comentário
Cadernos
Institucional
Colunistas
andrea ladislau
Saúde Mental
Avatar photo
Exposição de Arte
Avatar photo
A Linguagem dos Afetos
Avatar photo
WorldEd School
Avatar photo
Sensações e Percepções
Marcelo Calone
The Boss of Boss
Avatar photo
Acidente de Trabalho
Avatar photo
Prosa & Verso