ArteCulturaDestaqueEventosExposiçãoFotografiaSaúde Mental

As paisagens imperdíveis no Jardim Botânico do Rio no inverno

Foto: João Vítor Castanheira

Começou recentemente uma das florações mais admiradas no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a do pau-mulato. Atualmente, é possível ver partes do solo na aleia do pau-mulato cobertas pelas pequenas flores brancas da planta que caem do alto da copa da árvore. De nome científico Calycophyllum spruceanum, a árvore é nativa da Região Norte e de reconhecido valor ornamental, principalmente pela beleza escultural do seu tronco. Pode atingir até 40 metros de altura, ramificando-se somente no ápice.

O tronco do pau-mulato é retilíneo, e nasce verde-oliva. De junho a setembro, reveste-se de uma casca de cor marrom, quase bronze, lisa e lustrosa. Aos poucos, a casca se desprende do tronco, que ganha uma cor zarcão, mais vibrante. O aspecto liso do tronco dá a impressão de ter sido envernizado.

Outro destaque nessa época do ano no Jardim Botânico do Rio é a Aloe Vaombe, que pertence à família botânica Asphodelaceae. É uma prima da famosa babosa (Aloe Vera). A espécie é endêmica de Madagascar, e dominou os cultivos de plantas xerófitas ao longo do mundo . Muito vistosa com sua inflorescência de flores no ápice das rosetas de folhas, a coloração vermelha-alaranjada atrai muitas abelhas e aves, principalmente os beija-flores. Floresce anualmente nesse período de temperaturas mais amenas no Sudeste brasileiro. Popularmente é conhecida como árvore-aloe pela sua altura. O único indivíduo de Aloe Vaombe do Jardim Botânico do Rio tem cerca de dois metros de altura e pode ser visto de vários pontos do cactário.

Conhecida como esponja-de-ouro ou rabo-de-cutia, a Stifftia chrysantha, da família Asteraceae, endêmica do Brasil, também se destaca no arboreto do JBRJ. Sua linda floração, de beleza exótica, ocorre, com maior intensidade entre julho e setembro, e também atrai beija-flores. A inflorescência tem flores em forma de tubos na tonalidade laranja. 

You may also like

More in:Arte

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *