color text
Photo by Magda Ehlers on Pexels.com
Andrea LadislauArteComportamentoCulturaDestaqueMarketingSaúdeSaúde Mental

A psicologia das cores influenciando sentimentos e emoções

As cores falam muito sobre nós e exercem um poder extraordinário sobre nossas emoções e sentimentos. Chamamos essa influência de psicologia das cores. Cada uma delas possui um significado e, consequentemente, causam diferentes emoções nas pessoas. Por exemplo, no marketing, transmitir a emoção através das cores pode ser decisivo para fazer com que o cliente se sinta estimulado a comprar determinado serviço ou produto.

A Psicologia das Cores é um estudo que demonstra a maneira como o nosso cérebro é capaz de processar essas cores, relacionando-as de forma quase imperceptível a uma emoção ou sentimento. Daí ser tão importante que conheçamos o significado das cores, não só para percebermos quais as paletas que mais nos favorecem, como também para sabermos aplicá-las ao nosso dia-a-dia pessoal e profissional e adequá-las à mensagem visual que desejamos transmitir ao outro e ao mundo. Compreender o comportamento humano em relação às cores, analisar e definir quais os efeitos que cada cor gera nas pessoas, como mudanças nas emoções, nos sentimentos, na criação de desejos e muito mais, é fundamental para nosso autoconhecimento.

A grande verdade é que somos seres extremamente visuais. Nossos olhos percebem as cores bem antes de qualquer outro elemento, por isso, entender o que comunicam é essencial! E é esse o grande segredo das cores: elas influenciam nosso humor e direcionam a energia do dia-a-dia. Visto que, geram estímulos para o que desejamos e para nosso bem-estar.

A Psicologia das Cores reconhece oito emoções primárias nos seres humanos. São elas: a raiva, o medo, a tristeza, o nojo, a surpresa, a curiosidade, a aceitação e a alegria. Cada uma delas é representada por uma cor. Assim sendo, elas desempenham um papel influenciador no comportamento das pessoas e podem estimular o nosso cérebro de muitas maneiras diferentes, por serem muito mais que um fenômeno ótico. Por exemplo, as cores quentes tendem a transmitir a sensação de energia e entusiasmo. Por outro lado, as cores frias estão relacionadas com a racionalidade, a calmaria e o profissionalismo.

Seguindo essa linha de raciocínio, pense qual a cor você mais gosta? Qual a cor menos lhe atrai? Vamos ver o que cada uma delas pode significar ou quais as sensações mentais elas podem provocar? Te proponho me acompanhar nesse universo colorido de dicas para que possa perceber porque determinadas sensações se manifestam quando está em contato com uma das cores mencionadas.

O amarelo, por exemplo, remete à luz e ao calor. Pode estimular a fome. Não é à toa que marcas como Mc Donald’s e Burguer King a utilizam para estimular o consumo. Através de sensações de abundância, otimismo, alegria, amizade e cautela. Já o vermelho representa diferentes emoções como amor e raiva.

wood traffic summer sun
Photo by Samuel Figueroa on Pexels.com

Além disso, a psicologia diz que ela ainda provoca a excitação e também a fome. Remete a paixão, emoção, exigência, juventude, perigo, desafio e urgência. O verde é uma cor conectada à natureza e, por isso, traz leveza, tranquilidade e harmonia. Essa cor também possui relação com a esperança e também remete à saúde, trazendo emoções movidas a calma, tranquilidade, saúde, vida, cura, dinheiro e crescimento. E quem não gosta do rosa clarinho, rosa bebê? Essa cor transmite a tranquilidade e a inocência. Enquanto, o rosa escuro remete à paixão e a sedução, através de sensações, como: romance, fé, beleza, amor e sensibilidade.

two orange paper windmills
Photo by Miguel Á. Padriñán on Pexels.com

O Laranja é uma cor alegre, que transmite energia ao público e estimula a criatividade. Ativa sensações como a energia, desejo, calor, confiança e a alegria. E o azul? Essa é uma cor unânime. Em tons mais claros transmite sensação de leveza e tranquilidade. Enquanto o azul mais escuro é utilizado para demonstrar segurança e poder. Esta cor é muito utilizada por empresas que desejam passar credibilidade e confiança. Facilitadora de sensações mentais ligadas ao profissionalismo, paz, segurança, força e integridade. O roxo tem o aspecto psicológico do poder, sabedoria e respeito, além de transmitir uma ideia de criatividade. Provoca também emoções ligadas a cura, proteção, inteligência, imaginação, dignidade e o luxo. E não podemos esquecer o marrom. Ele passa a ideia de elegância, também tem relação direta com a natureza, representa a cor da madeira e da terra.

photo of black lamborghini
Photo by jae park on Pexels.com

O preto, sem dúvida alguma, é a mais elegante das cores! Remete à sofisticação, modernidade e luxo. Eleva a sofisticação, poder, formalidade e mistério. E o que dizer do branco? Sabemos que é a cor mais pura e singela. Ela remete à claridade, pureza, paz e também à elegância. Utilizada para transmitir higiene, leveza, esperança, bondade, luz, pureza e simplicidade. E por fim, falemos sobre a cor cinza. Uma cor agradável que passa a sensação de modernidade e profissionalismo, aliada a sensação de equilíbrio, neutralidade, estabilidade, força, autoridade ou personalidade.

Portanto, se deseja mais equilíbrio aposte no verde. Quer vibrar na criatividade vá de laranja. Quer se conectar com sua espiritualidade, vá de lilás. Quer serenidade aposte no azul. Precisa de energia ou está triste, aposte no branco e evite o preto! Por influenciar, psicologicamente, no estado de espírito, as cores podem alterar a motivação e o humor, além de afetar a percepção da dimensão do ambiente. No entanto, um outro aspecto importante na vida do ser humano e que também pode ser influenciado pelas cores é o nosso senso de recordação. A visualização das cores pode estar associada a momentos específicos da vida de alguém. Isso se assemelha ao que acontece com os cheiros. Consequentemente, uma determinada cor pode fazer com que a pessoa lembre de uma situação vivida no passado, ativando a memória afetiva e visual.

Enfim, muitos desconhecem o poder influenciador das cores na energia interior que determina nossas emoções e sensações. Mas estar atento a elas e a seus significados, é fundamental para evitar sentimentos inadequados que podem baixar nossa energia e estimular maus fluídos. Portanto, o autoconhecimento é uma excelente ferramenta na busca por respostas internas que nos mostrem caminhos de crescimento pessoal, além disso, associar a psicologia das cores e torna-la uma aliada do processo de crescimento e gerenciamento emocional, agrega ainda mais valor ao nosso bem-estar físico e mental.


Dra. Andréa Ladislau – Psicanalista         

* Doutora em Psicanálise, Membro da Academia Fluminense de Letras – cadeira de número 15 de Ciências Sociais, Administradora Hospitalar e Gestão em Saúde, Pós Graduada em Psicopedagogia e Inclusão Social, Professora na Graduação em Psicanálise, Embaixadora e Diplomata In The World Academy of Human Sciences US Ambassador In Niterói, Professora Associada no Instituto Universitário de Pesquisa em Psicanálise da Universidade Católica de Sanctae Mariae do Congo, Professora Associada do Departamento de Psicanálise du Saint Peter and Saint Paul Lutheran Institute au Canada, situado em souhaites.

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *